Unidade 1: Rua dos Alpes, 603 – Santo André – SP – RE 7685
Unidade 2: Alameda Terracota, 185 – Torre Park – Conj. 623 – Espaço Cerâmica-São Caetano do Sul – SP – RE7681

Central de Atendimento:
(11) 4130-8776
(11) 4509-4450

Audiometrias

Audiometria Tonal Limiar Via Aérea

Exame realizado em cabina acústica, com o audiômetro, para pesquisa de limiares psicoacústicos para tons puros por via aérea ( via fone de ouvido).

Realizada geralmente para idade a partir dos 4 anos (em cabine e com fones), sendo verificado a possibilidade cognitiva de compreensão do exame.

Tem como objetivo obter o menor nível de sensação sonora  em decibéis, percebido pelo paciente. Classificando em caso de perda auditiva, em tipo,grau e configuração da curva audiométrica. Um exemplo de diagnóstico (após uma audiometria completa, via aérea e óssea ) : ‘’perda auditiva do tipo neurossensorial, de grau moderado e curva ascendente a esquerda, limiares auditivos tonais dentro dos padrões de normalidade a direita.’’

Audiometria Tonal Limiar Via Óssea

Exame complementar a audiometria por via aérea, realizado em cabina acústica, com audiômetro, para pesquisa de limiares psicoacústicos para tons puros por via óssea ( via vibrador ósseo, alocado na mastóide do paciente). A audiometria por via óssea traz a diferenciação do tipo de perda auditiva, se condutiva, neurossensorial ou mista. Para o diagnóstico da perda auditiva, são analisados os resultados da audiometria via aérea e óssea, para justificar a área afetada, o tipo de perda. Sem a audiometria óssea não é possível saber qual o tipo da perda do paciente.

Audiometria Vocal Limiar de discriminação e Inteligibilidade de Fala (Logoaudiometria) 

Através da Audiometria Vocal verifica-se a resposta obtida na Audiometria Tonal Limiar se está realmente correta, descartando a possibilidade de Simulação de Resposta por parte do paciente.

Este procedimento, que mede a discriminação auditiva de palavras, pode auxiliar na seleção, avaliação e adaptação de próteses auditivas e, ainda, avaliar a eficácia de diferentes tipos de tratamento clínico e cirúrgico.

Avaliação Auditiva Comportamental

(TRIAGEM COMPORTAMENTAL DO PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL)

A audiometria de observação comportamental, é utilizada em crianças de 0 a 2 anos de idade.

Utilizam-se instrumentos musicais calibrados das frequências de 250Hz a 8000Hz, estímulos de tom puro em campo livre e pesquisa de limiar para a fala em intensidade controlada.

O examinador observa mudanças de comportamento da criança, frente ao estímulo sonoro.

Para cada idade deve-se esperar um tipo de reação, como a procura da fonte sonora, a localização da fonte sonora, movimentos faciais ou corporais e respostas a ordens simples, dentre outros.

Essa técnica  vai sugerir o grau da perda auditiva da criança e  o comportamento auditivo em relação à sua faixa etária